Sobre nós

A Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens (REDE) é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo a promoção da igualdade de género na juventude no respeito pelos preceitos e orientações das Nações Unidas e da União Europeia recorrendo, para tal, a atividades de informação, formação, pressão e influência, investigação, solidariedade e educação e cooperação para o desenvolvimento.

A REDE congrega duas áreas de intervenção: a igualdade de género e a juventude. Pretende, pois, fazer o mainstreaming de género na área da juventude. Para este fim, trabalha em várias áreas:
Educação: A educação para os Direitos Humanos, Direitos Humanos das Mulheres e Raparigas e Igualdade de Género é a principal área de intervenção da REDE – a base de todas as atividades. Com o objetivo de implementar o mainstreaming de género na educação para os Direitos Humanos, a REDE, tem, desde a sua criação, colaborado com escolas, universidades, associações e outras estruturas ligadas à juventude para a sensibilização e mobilização de jovens em torno das questões ligadas à Igualdade de Género, recorrendo a metodologias participativas, nomeadamente com base em Educação Não Formal.
Empoderamento: Procura-se criar mecanismos de empoderamento das cidadãs para a participação activa na construção da própria vida e da sua comunidade, em termos económicos, sociais e políticos. De forma a potenciar o empoderamento das jovens mulheres, a REDE desenvolve várias atividades com o intuito de contribuir para que estas possam participar, em conjunto com os seus pares rapazes, de forma igual e equilibrada, no poder cívico e político, modificando o status quo actual, profundamente condicionador de uma participação paritária nas estruturas do poder
Mobilização: A participação da juventude é fundamental para a sustentabilidade da democracia. O ativismo jovem é um indicador de sucesso de uma sociedade democrática, é sinal de uma sociedade viva baseada na cidadania ativa e vibrante catalizada pela energia criativa da juventude. A REDE disponibiliza um espaço e um conjunto de ferramentas ao serviço das pessoas jovens que queiram concretizar ações para a transformação social, no sentido de uma maior defesa e reconhecimento dos direitos humanos e a promoção da igualdade de género.
Advocacy: Pretende-se influenciar as políticas públicas ao nível Nacional e Europeu através de atividades de advocacy e lobbying, tendo por base as vivências e os contributos das pessoas jovens, assim como as experiências dos projetos desenvolvidos no terreno.

A Rede é membro:

– da Secção das ONG do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG)
– fundador da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres
– da Rede de Jovens Mulheres da Associação de Mulheres da Europa Meridional (AFEM)
– da Plataforma Euro Mediterrânica de Juventude
– do Comité Nacional da Campanha Movimento Contra o Discurso de Ódio – Jovens pelos Direitos Humanos online, promovida pelo Sector de Juventude do Conselho da Europa

A REDE é ainda responsável pela Coordenação Portuguesa da Rede Europeia de Jovens Mulheres do LEM.

Representações institucionais da REDE:

– Nora Kiss e Rita Brito representam a REDE na Secção das ONG do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG)
– Nora Kiss representa a REDE na Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres – Coordenação Nacional – na Assembleia-geral do Lobby Europeu de Mulheres.