O Centro Romi abre portas

Na passada segunda-feira teve lugar a grande festa de inauguração do Centro Romi, o novo espaço construído por e para mulheres ciganas. O Centro Romi é uma associação que promove um espaço coletivo na Arrentela, no Seixal. Foi idealizado por um grupo de 8 jovens mulheres ciganas que pretendem contribuir para o desenvolvimento da sua comunidade, nomeadamente a inclusão das mulheres e crianças. As jovens têm vindo a elaborar a ideia e construir o Centro Romi no âmbito do projeto “Dare to Dream!” financiado pelo Programa Erasmus+ Juventude em Ação, promovido pela REDE de Jovens para a Igualdade, em parceria com a AMUCIP, LEF (Itália) e Artemisszió (Hungria) e contaram, também, com o apoio da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.
A ideia do Centro Romi partiu da experiência das jovens empreendedoras sociais que, enquanto mulheres ciganas, não têm um espaço onde podem juntar-se com as pares, expressar livremente as suas ideias, receber formação especializada em contexto adaptado as suas necessidades ou, simplesmente, passar uma tarde em boa companhia.
O Centro Romi oferece serviços às suas associadas, proporciona um espaço de convívio, aprendizagem e lazer especificamente adaptado para as necessidades das mulheres da comunidade cigana. Será um espaço associativo, colaborativo, que promove a valorização da cultura cigana tanto junto da própria comunidade, como junto da comunidade maioritária. O Centro Romi pretende assegurar emprego às jovens empreendedoras sociais, bem como contribuir ao desenvolvimento da sua comunidade. Estará aberto para as associadas e promoverá diversos eventos, tertúlias e proporcionará espaço para atividades associativas, culturais, bem como iniciativas de sensibilização e de formação.
A festa começou as 15:00 horas com as boas-vindas da Presidente da recém formada associação Centro Romi. Cláudia apresentou o grupo, o novo espaço e as suas valências. Nora Kiss, presidente da REDE e coordenadora do projeto Dare to Dream! e Sónia Matos, vice-presidente da AMUCIP explicaram o envolvimento das duas associações no projeto Centro Romi e realçaram a importância de um espaço de cidadania e de aprendizagem adaptado para as necessidades das jovens mulheres ciganas. Luís Alves, o Diretor da Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação deu os parabéns às jovens e expressou a sua satisfação com um projeto Erasmus+ atingir o seu principal objetivo, a mobilização da juventude para uma participação ativa. Manuela Calado, Vereadora da Câmara do Seixal, sublinhou a disponibilidade da Câmara para colaborar com o Centro, como tem feito com a AMUCIP e a REDE. Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade saudou a sororidade que é a base da iniciativa e anunciou que em 2018 vai apoiar a iniciativa com a renda e despesas.
foto inauguração

This entry was posted in . Bookmark the permalink.