Faleceu a feminista Betty Friedan

Betty Friedan, considerada a fundadora do movimento feminista moderno nos Estados Unidos, morreu ontem aos 85 anos em Washington, vítima de uma crise cardíaca.

O livro de Betty Friedan “The Feminine Mystique”, de 1963, marcou o lançamento de um movimento que visava reavaliar o papel das mulheres na sociedade norte-americana.

Na obra, Friedan referiu-se ao “problema que não tem nome”, para denunciar a mulher submissa às tarefas domésticas, prisioneira num papel de esposa e mãe.

“Dediquei a minha vida a abrir vias para aquelas que vierem depois de mim”, disse numa entrevista à estação PBS, alguns anos antes da sua morte.

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

Leave a Reply