A Bela e o Mestre, o novo reality show da TVI

“Imagine oito Mulheres de cortar o fôlego, e que acima de tudo gostam de se olhar ao espelho!
Imagine oito Homens muito inteligentes mas cromos e com pouco jeito para lidar com o sexo feminino! 

Uns e outros têm como objectivo provar que são capazes de ter uma dinâmica de equipa ao longo de várias semanas. Para isso vão viver juntos durante 9 semanas numa casa. Genuinamente juntos! 

Eles vão ter que as educar e Elas vão ter que os treinar, o insucesso de um será o insucesso do outro. Boa disposição, lágrimas, ranger de dentes, alegria e tristeza tudo junto num programa que vai pôr Portugal a vibrar! “

É com esta linguagem que a TVI promovo o seu novo reality show.

Depois de “O meu odioso e inacreditável noivo” e de “Pedro, o milionário” a TVI volta a apresentar um programa que promove a ignorância e a manutenção de estereótipos em relação a mulheres e homens.

Em relação a isto só me resta sublinhar a opinião de Daniel Oliveira :

O programa, que se deve julgar muito moderno e até feminista, vai tentar que, por osmose, as mulheres fiquem mais espertas e os homens mais belos. No fim, teremos a igualdade. Se era para provar que as duas coisas se ensinam, porque não ocorreu a ninguém misturar na brincadeira uns belos-burros e umas feias-espertas? Porque seria insuportavelmente humilhante para uns e outros. E não teria graça. Como se vê pelo apresentador, as audiências até aguentam homens pouco dotados de neurónios, mas não suportam mulheres feias. E não costa que o “shares” aumentem quando uma mulher inteligente abre a boca. “

É por estas e por outras que cada vez menos vejo TV.

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

Leave a Reply